C   redit
Eu não quero outro sorriso, outro riso, muito menos outro olhar que me contemple. Eu não quero outro colo, outro carinho, nem outro abraço que me acolhe e me protege de toda maldade do mundo. Eu não quero outro beijo, outro cheiro, nem outros dedos entrelaçando os meus. Eu não quero outro amor, além do seu. Eu não quero outro alguém, além de você.
— Desconhecido. 
A gente briga, se desentende, bate a porta, pisa duro e sai dizendo que nunca mais vai voltar. Mas no fundo, a gente sabe que se pertence. E cada pedacinho meu é teu, e cada pedacinho teu é meu.
3x4.  
Existe apenas um pecado, um só. E esse pecado é roubar. Qualquer outro é simplesmente a variação do roubo. Quando você mata um homem, está roubando uma vida, está roubando da esposa o direito de ter um marido, roubando dos filhos o direito de ter um pai. Quando você mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade. Quando você trapaceia, está roubando o direito à justiça. Entende? Não há ato mais infame que roubar.
O Caçador de Pipas, página 26.

Anonymous: insta?

Tudo bem, vou fingir que tudo aquilo que você disse não doeu.
Gramaticas. 
O termo “borboletas no estômago” é uma forma poética do seu corpo dizer o quanto você está intensamente fodido.
Thiara Macedo
Eu acredito que é importante a gente aprender a dizer não. Toda a minha vida eu disse sim. Sim, eu faço. Sim, eu cuido. Sim, eu assumo. Sim, eu me rendo. Sim, eu aceito essa pizza. Sim, eu levo. Sim, eu busco. E isso só me fez mal. Já fui usada, já fui traída, já fui negada, já fui rejeitada, já fui humilhada. Já fui um pouco de tudo.
Clarissa Corrêa. 
Tudo bem, vou fingir que tudo aquilo que você disse não doeu.
Gramaticas.

Existem poetas de todos os tipos, conheço um que até diz nunca ter sofrido por um amor platônico, digo, amor por pessoas. Esse tipo de poeta é apaixonado apenas pelas palavras, versos, fonemas, rimas… Existem outros poetas que dizem só escrever quando estão rodeados pela solidão, ao som do silêncio, um tanto deprimidos. Alguns só escrevem quando estão perdidamente apaixonados, e eu diria que esses são meus favoritos, enchem os seus versos de sentimentalismo, puro e simples que se confundem com meus próprios sentimentos. Existem pelo mundo outros milhares de tipo de poetas, dos quais eu não saberia viver sem a doçura de suas palavras. sem o conforto da sua poesia.

Que tipo de poeta você é?

Brisa de flor, sobre poetas. 
Sabe, as vezes a gente só precisa que alguém diga: "Cara, como senti sua falta hoje.
Fernanda.